A Mudança de Tomadas de Eletricidade no Brasil durante o Governo Lula Trouxe Algum Benefício?

Hoje vamos te trazer uma das visões sobre esse assunto, mas é preciso lembrar que existem vários pontos de vista. Aliás, deixe o seu comentário também aqui abaixo desse artigo.

Veja Também: Curso Elétrica Predial e Residencial Online CTGP Escola Profissionalizante

Bom, umas das versões sobre esse assunto é que sim, trouxe benefícios.

Antes não tinha padrão, tinha equipamento com plugue chato, plugue redondo, não tinha furo para aterramento nas tomadas. Era muito perigoso: risco de choque, risco de incêndio, era uma vergonha. Era coisa de país não-civilizado, para ser bem franco.

Então precisava trocar um padrão, ou melhor, criar um padrão.

“Ah, mas não é compatível com os plugues de equipamentos antigos, precisa de adaptador.” – qualquer padrão que escolhêssemos precisaria de adaptador.

“Ah, mas as casas antigas continuam não tendo aterramento.” – E isso é culpa da mudança de tomadas? Esse é um dos motivos pelo qual a mudança era necessária.

“Ah, mas quem lucrou com isso foi a empresa que fabricava aquele tipo específico de tomada, só foi escolhida a tomada por causa do lobby não sei das quantas.” – E se tivesse sido outro padrão, teria sido outra empresa, que também fez lobby.

Aliás, esse argumento nem faz sentido, os fabricantes tiveram tempo o suficiente para adaptar suas fábricas à norma nova e quando o novo padrão entrou em vigência tinha ampla concorrência de fabricantes diferentes fazendo o padrão novo. Fabricar tomada não é tão difícil.

“Ah, mas a gente inventou um padrão que não existe em mais lugar nenhum” – na verdade, fomos os primeiros a adotar um padrão universal que estava sendo proposto no final dos anos 90, mas que infelizmente não vingou. Em grande medida, não vingou porque esse tipo de mudança é impopular e muitos governos não tiveram coragem de ir adiante.

A maioria das reclamações que existem são devidas ao fato de que houve a transição, não ao padrão escolhido, as outras, da mesma forma, existiriam independentemente do padrão que escolhêssemos.

O padrão agora tem um custo-benefício excelente. Trouxe segurança sem encarecer muito mais a instalação nem os equipamentos.

A verdade é que muita gente fala mal e muita gente defende essa padronização. Mas e você, o que acha? Deixe seu comentário aqui embaixo.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *