Como Escolher o Chuveiro ou a Ducha Certa?

Existem diferentes fontes de aquecimento para um chuveiro: solar, a gás, elétrica, entre outras. A mais comum é a eletricidade; por esse motivo nos dedicamos apenas aos chuveiros e duchas elétricos.

A potencia de um chuveiro ou ducha é uma grandeza que mede a capacidade máxima de aquecimento.

Quanto maior a potência, mais elevada a temperatura a que a água do banho pode chegar. Ela é expressa em watts, sendo “W” o seu símbolo.

Uma observação importante é que cada faixa de potência do chuveiro demanda um tipo de bitola (área de secção transversal) do fio específico.

No caso de um produto de 7500 W, por exemplo, a melhor bitola é a de 6mm. A dimensão correta de potencia e bitola evita sobrecarga no fio e gastos de energia desnecessários além de tornar o sistema ainda mais seguro.

Conheça Também nosso Curso de Comandos Elétricos

Entenda a diferença

Embora sejam encarados como sinônimos, eles não são idênticos. Os chuveiros elétricos permitem o fluxo vertical da água.

Com esse tipo, a pressão do sistema hidráulico soma-se a gerada pela queda da água por gravidade, já a ducha elétrica possui um jato inclinado, criando um distanciamento natural em relação à parede em que estiver instalada. E por essa razão, esse modelo dispensa o uso de tubo extensivo.

Espalhador

A peca inferior do chuveiro ou ducha (aquela com furinhos) influencia diretamente o conforto do banho.

Poucos furos: Produtos com menos furos aumentam a velocidade e a pressão da água.

Muitos furos: Num chuveiro horizontal quanto mais furos melhor o jato d’água fica distribuído.

Jato: Se for de jato, é o inverso, quanto menos furos a ducha sai com mais pressão.

Controle

O comando de temperatura pode estar no corpo do chuveiro ou num controle externo. Não há diferença entre eles, apenas uma questão de comodidade.

Já a resistência é o mecanismo em que a energia elétrica se transforma em térmica. A peca fica mergulhada na água dentro do chuveiro e, no momento em que abrimos o registro, é acionada.

Ao fechar, a pressão cessa e o chuveiro desliga. Os dois tipos ais comuns são a de refil (mais fácil de substituir, com acessa fácil) e a espiral.

O que é M.C.A.

Sigla para “metros de coluna d’água”, o M.C.A. representa a medida da altura linear entre o chuveiro elétrico e a caixa d’água. É importante verificar qual o M.C.A. da sua instalação hidráulica. Outro ponto é checar as instalações elétricas da casa, para adquirir o chuveiro ou ducha adequados.

O modelo ideal

Pressurizado: Para locais com baixa pressão, com até 4 M.C.A., é recomendável a instalação de modelos com pressurizador interno, que aumenta o volume da água durante o banho.

Multitemperatura: Possuem três ou mais estações fixas preestabelecidas, reguláveis anualmente.

Eletrônico: Para quem busca mais precisão, controle de temperatura e economia, há modelos com comando eletrônico, que permitem a escolha exata da temperatura.

Turbinado: É ideal para quem mora em casas térreas, onde a pressão da água é mais baixa, porque ele aumenta o volume e a pressão significantemente.

1 Comentário


Deixe uma resposta para 110 Volts ou 220 Volts? Saiba Quando Usar ← Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *